terça-feira, 9 de outubro de 2012

Retomando...


Durante um tempo eu justifiquei minha ausência aqui devido ao período eleitoral. Hoje retorno ao blog com mais tranquilidade. Comentei algumas vezes que sou assessora de um Deputado Estadual que disputou as eleições para prefeito de um município e minhas atividades triplicaram, já que me dediquei à campanha dele também, em horários que não destinava às atividades da Assembleia Legislativa.

Pois bem; nós não ganhamos as eleições. Quando o resultado saiu, me bateu uma tristeza... Como reação normal, chorei. Chorei porque estava tudo acumulado: trabalho excessivo e tensão.  Após ter chorado, me senti leve e agradeci a Deus por mais uma experiência pessoal e profissional que vivi. Caramba, aprendi a me comunicar e a me virar com tudo o quanto é tipo de gente! Sem contar que neste período, sem fazer atividade física e controlar alimentação, eliminei 4 quilos! Hehehehehehehe \o/

Bom, voltando ao assunto da experiência, percebi também que adquiri maturidade ao longo do tempo. Minha cidade tem cerca de 25 mil habitantes e tem a política mais agitada de todo o Espírito Santo. Neste período, muitas amizades foram desfeitas, graças a Deus eu mantive todas e ainda adquiri bons colegas. A política fervorosa em Pinheiros é cultural, as pessoas curtem, vivenciam mesmo, mete as caras e algumas pagam preço caro. Esta foi a primeira vez que entrei para a política, e vi que muita gente espera 4 anos para exorcizar todos os demônios! São atos que nem compensam ser citados aqui, de tão sujos.

Vale dizer também que entrei para a política, mas sempre mantive uma postura profissional e em momento algum esqueci que tenho ética familiar. A minha família é conhecida em minha cidade, não se envolve com política, não manifestam votos e são pessoas muito respeitadoras e respeitadas. Não ia ser eu quem mudaria este cenário, né? :-)

É preciso ter discernimento para lidar com muita coisa...

Bom, a política de Pinheiros terminou e como é um jogo, apenas 1 candidato a prefeito saiu vitorioso. Cabe a nós cidadãos, acompanhar os trabalhos ao longo dos 4 anos e cobrar durante todo o período, não só nos 6 meses que define quem será o próximo administrador.

Na vida é assim: a gente ganha e perde. Eu só havia esquecido como é ruim perder, já que meu foco de perda ultimamente está relacionado apenas à perda de peso! Hahahahaha

Brincadeiras à parte... A tristeza de quem perde é tão grande quanto à alegria de quem ganha. Que todos saibam respeitar o espaço e condição de cada um. O respeito mútuo sempre favoreceu a paz. 


      Tranquila, serena e feliz: assim estou!


8 comentários:

  1. Anônimo11:43

    Esplendidas palavras, você é um orgulho para sua família!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:00

    valeu Tata

    ResponderExcluir
  3. Vamos nos falar muito ainda.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Daniella Gagno15:49

    Isso mesmo Thaís, que bom seria se todos pensassem assim. Tratassem a política com a devida seriedade que merece, afinal é através dela que nós cidadãos temos os nossos direitos e cumprimos com os nossos deveres. Eu sou funcionária pública e não votei no prefeito eleito, porém ele estará como gestor administrativo do meu município por mais 4 anos. Agora o que tenho a fazer é cumprir com o meu papel de servidora e cidadã, afinal, não se trata de uma vontade particular e sim de um povo,de uma cidade e por sinal a MINHA CIDADE, a cidade pela qual trabalho e quero ver TODOS os seus moradores felizes!

    ResponderExcluir
  6. Anônimo16:06

    Isso mesmo amiga.Bola para frente e lembre-se nosso grupo sofre nao somente com a perca da politica mas com a perceguição de 4 anos.Muitos ja demitidos e outros em cargos desfavorecidos.Bjs Fique com Deus

    ResponderExcluir
  7. Com esse sorrisão aí, não tem derrota nenhuma! Tá muito bom de ver, querida!
    BJao

    ResponderExcluir
  8. Saudações Thais! Que saudade de você!!! Beijos e abraços!

    ResponderExcluir