segunda-feira, 4 de abril de 2016

A Borboleta Preta

Hoje à tarde eu vi uma borboleta preta entrando em minha casa. Junto ao significado da liberdade e de que a cor preta é a concentração de todas as cores juntas, observei a frequência das asas dela e não a impedi de seguir seu caminho. Algumas horas depois fui tomar banho e lá estava ela. Com cuidado toquei-a de dentro do box e ela pousou na planta artificial do arranjo do banheiro. Terminei o banho e comentei com minha mãe:
- Mamãe, desde cedo esta borboleta está aqui em casa!
- Ah, é? Então faça um pedido a ela! – disse minha mãe.
Mamãe saiu, sorrindo se despediu a caminho da casa da minha avó. A borboleta está em meu quarto e a presença dela, neste momento, é minha única cia. A observei mais e vi que ela não é preta de perto, só de longe. Nem sempre as coisas são o que parecem. Não pedi nada a ela, apenas a agradeci o quanto ela me despertou para em mais um contexto, poder avaliar minha metamorfose ambulante. 




2 comentários: