quinta-feira, 8 de março de 2012

Inconveniência

Minha cidade tem cerca de 25.000 habitantes e está liderando a violência em todo o Espírito Santo. Devido a isto, ontem foi realizada uma operação conjunta entre a Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público (MP), Secretaria de Justiça do Espírito Santo (SEJUS), Tribunal de Justiça (TJ) e Corpo de Bombeiros.

Esta Operação começou por volta das 5 horas da manhã de ontem (07/03). Antes das 6 horas, meu telefone tocou, e fui informada do ocorrido. Rapidamente (e trocando as pernas) levantei, me arrumei e fui iniciar a cobertura jornalística do acontecimento.

Fiquei à disposição deste caso na rua, até umas 15 horas. Almocei e fui para a sede do Jornal O CAPIXABA, para iniciar a redação da apuração dos fatos. Após concluir o texto, fui revisar o jornal (que já estava na diagramação), e prepará-lo para enviar para a gráfica. Cheguei em casa eram exatamente 20:47. Sem força para tomar banho e comer, resolvi dar uma esticada na cama. Quase 21 horas, meu telefone tocou. Uma pessoa disse que havia conseguido meu número com um dos jornalistas presentes na apuração do Operação, e que precisava me passar algumas informações. Deduzi que as informações eram relacionadas à Operação, e pedi 30 minutos para tomar banho e me arrumar, e chegar ao local marcado. Assim fiz.
Durante o caminho até o local marcado, comecei a perceber que estava sentindo dores no corpo e comecei a sentir frio. Chegando lá, a pessoa se apresentou para mim, e já lançou a pergunta: “O que você precisa para ser feliz?”

Achei aquilo um tanto quanto estranho. Um homem que eu nunca tinha visto na minha vida, fazer uma pergunta destas... Recusei a resposta, e pedi que fosse direto ao ponto. Poxa, eu estava cansada, com febre e com fome! Não satisfeito, ele me perguntou o que havia acontecido na Cidade. Confesso que fiquei com um pouco de medo da pergunta, já que fiquei envolvida o dia inteiro com algo relacionado ao alto índice de homicídios no Município. Também não respondi, e por meio desta pergunta, vi que o cara queria me enrolar, ou passar uma informação que não tinha nada a ver com a Operação. 

Eu já havia deixado claro para ele que estava cansada, com fome e me sentindo mal, mesmo assim, o cara tirou de uma bolsa, um notebook e uma agenda. Na capa da agenda, havia um adesivo da Herbalife (http://www.herbalife.com.br), e começou a me falar do produto. Nossa, achei aquilo um tanto quando deselegante. Cortei-o com muita educação (embora eu estivesse no direito de quebrar o pau!) e disse que não estava interessada no produto. Não foi o suficiente... Ele continuou a palestra!

Que situação indelicada... Indelicada, não, Incoveniente! Uma pessoa que nunca me viu na vida, saber que eu estive o dia inteiro trabalhando, pediu que eu me deslocasse da minha casa para pegar informações (que nunca me interessaram) e insistir em querer me informar de coisas que enxergo como inutilidade pública! Sou o tipo de pessoa que sabe bem filtrar as informações. Sei bem o que é ou não conveniente para ingerir, independente de ser alimentos, informações e outros. Falei com o cara que o que ele estava fazendo comigo era de um extremo mau gosto, já que eu não tenho interesse em saber de Herbalife e estava visivelmente cansada, e na quele momento, com mais de 38º de febre (sim, porque ao chegar em casa estava medindo quase 40º!).

Sabe, as pessoas devem ter (no mínimo) bom senso ao fazer qualquer tipo de contato com alguém. Principalmente quando não conhece as pessoas e deixam de avaliar todo um contexto. Se eu preciso de Herbalife? Não! Tô muito bem seguindo acompanhamento nutricional qualificado, e não tenho dinheiro para sair gastando por aí com produtos que podem (ou não) funcionar. O que não funciona, é alguém querer bancar o esperto pra cima de mim. 


P.S.: Tenho nada contra quem usa ou vende Herbalife. O que não sou a favor, é da Inconveniência e insistência de algumas pessoas, para fins que não são importantes para grande parte da humanidade.

6 comentários:

  1. oie to passando pra desejar um feliz dia das mulheres pra
    todos nos ...bjs xauzinho fique com DEUS

    ResponderExcluir
  2. Que situação mais caricata!!
    Eu acho que não seria tão... polido!!

    Parabéns pelo dia de hoje, por serem mulheres e mais ainda por o saberem ser.
    Muitos e muitos beijinhos.

    ResponderExcluir
  3. Puta que pariu! Que situação chata!

    ResponderExcluir
  4. HUahuahuahuahuahua! Desculpa... sei que era pra ser sério, mas o sujeito foi tão cara de pau que ficou engraçado. Vai entrar pro top 5 dos sem noção! Pena que vc não deu um tiro nele... ;P
    Já tá melhor, querida?
    bjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lemos,
      Quando escrevi este texto, ainda estava febril e chateada com a situação. Mas depois que sarei, acho é graça mesmo!
      Como dizem meus amigos: "Estas coisas só acontecem comigo!"
      Huahsuahsuhaushauhsuahus...

      Melhorei sim, penso que o que rolou foi cansaço acumulado. Manifestou uma febre, daí quetei. Tinha virado 3 noites trabalhando, não tem corpo que aguenta...

      Besitos! ^^

      Excluir
  5. Saudações Thais!!! PO... CE TA BRINCANDO COMIGO????? Olhe... tremenda indelicadeza!!!! Se fosse eu teria aumentado a taxa de crime espancando ele com a agenda kkkkk...Bom, vim aqui para te avisar que saiu os vencedores do concurso lá no blog! Beijos e abraços!

    ResponderExcluir